Suposta mentora em esquema criminoso na AL tem restrições revogadas

Portal Agora RN.

As medidas cautelares sancionadas contra a ex-procuradora-geral da Assembleia Legislativa, Rita das Mercês, apontada como mentora de esquema criminoso investigado na Operação Dama de Espadas, foram suspensas pelo juiz da 8ª Vara Criminal, Ivanaldo Bezerra. A revogação da sansão permite que Rita volte a assumir cargos públicos e frequentar espaços da AL.

No processo que segue em segredo na Justiça, o magistrado atendeu aos pedidos da advogada da ré, entendendo que passado um ano e cinco meses das investigações, sem a condenação dos envolvidos, não há razões para que as sanções continuem se efetivando.

Com isso, Rita Mercês passa a ser autorizada a ocupar cargos públicos em outros estados, além de ficar liberada para transitar no espaço da Assembleia Legislativa. Além dela, Ana Paula Macedo de Moura, Marlúcia Maciel Ramos de Oliveira, Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes e Oswado Ananias Pereira Júnior, todos envolvidos no caso, também tiveram suspensas as medidas cautelares.

As sansões foram impostas após a deflagração da Operação Dama de Espadas, que apura um suposto desvio de recursos públicos na AL, entre os anos de 2006 e 2011. No caso, cargos fantasmas eram contratados para pagar cheques-salários, possibilitando o saque de dinheiro público pelos envolvidos no esquema.